Notícias

« Voltar

Brasil passará a produzir insulina, diz Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira que, a partir deste ano, o Brasil passará a produzir cristais de insulina, que é o principio ativo do medicamento utilizado para tratar pacientes com diabetes

Publicado em: 18.12.2013 às 12:40 pm

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira que, a partir deste ano, o Brasil passará a produzir cristais de insulina, que é o principio ativo do medicamento utilizado para tratar pacientes com diabetes. A fabricação será feita no Laboratório Farmanguinhos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e, de acordo com o Ministério, espera-se que dentro de três anos a produção de insulina no país atinja escala industrial.

A produção de insulina no Brasil será feita a partir de um acordo de transferência de tecnologia entre o Ministério da Saúde e o laboratório ucraniano Indar, um dos três do mundo que produzem o medicamento. O acordo também aumentou a oferta de insulina aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) — cerca de 3,5 milhões de frascos do remédio deverão chegar ao país até abril deste ano e, se necessário, esse número poderá chegar a 10 milhões até dezembro, segundo o Ministério.

Leia também: “O diabetes vai levar a saúde pública à falência”, diz endocrinologista.

Cronograma —
O acordo com o laboratório alemão prevê que o início da produção de cristais de insulina no Brasil comece neste ano e que, em 2014, a fábrica de produção da substância esteja estruturada. Assim, em 2015, serão feitos os primeiros testes que irão qualificar e propor ajustes técnicos para a validação das instalações e, em 2016, o Brasil deverá estar apto a produzir insulina em escala industrial. Estima-se que a produção do medicamento em território nacional gere uma economia de 1,3 bilhão de reais aos cofres públicos.

“Nosso esforço é para que os pacientes tenham a segurança de receber um medicamento de alta qualidade, produzido aqui no país. Além disso, queremos reduzir a vulnerabilidade do país no mercado internacional de medicamentos, incentivar a produção nacional de ciência e tecnologia e fortalecer a indústria farmacêutica brasileira”, disse o ministro da saúde Alexandre Padilha. De acordo com ele, cerca de 7,6 milhões de brasileiros têm diabetes, sendo que 900.000 deles dependem exclusivamente do SUS para terem acesso à insulina.

Fonte: Veja Saúde