História do LIG

« Voltar

LIG Biologia Molecular e Imunogenética oferece, desde a década de 80, exames de histocompatibilidade para transplantes de órgãos no Espírito Santo. Haviam sido realizados, até aquela época, alguns poucos transplantes, todos com doadores vivos, e os testes de histocompatibilidade eram feitos em outros estados. Não havia ainda estrutura para transplante com doador falecido, e o laboratório funcionava numa pequena área, no antigo Hospital São José, no centro de Vitória. Os reagentes mais especializados, e caros, foram conseguidos como doações de instituições internacionais.

A partir do final da década de 90, com a criação do Sistema Nacional de Transplantes – SNT, pelo Ministério da Saúde, houve a regularização dos transplantes de órgãos. O LIG foi credenciado para realizar testes de histocompatibilidade pelo SUS, após ser auditado por uma comissão formada por representantes do SNT e pela Secretaria Estadual de Saúde (SESA). A auditoria analisou aspectos como estrutura física, titulação dos profissionais, treinamento em centros reconhecidos, técnicas utilizadas, material empregado, normas de qualidade e resultados obtidos. Com a evolução da tecnologia, os processos ficaram cada vez mais eficientes. A dedicação do laboratório, credenciado pelo Ministério da Saúde, aliada à competência de seus profissionais, fizeram do LIG uma referência regional.

Aproveitando a experiência com as técnicas de Biologia Molecular, o laboratório expandiu sua área de atuação, e em 2011 passou a oferecer também análises moleculares para diagnóstico de doenças genéticas, cânceres e infecções.